quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Organize seus estudos


Estudar música não é fácil, e todos nós sabemos disso. É necessário tempo, paciência, persistência e, claro, uma boa organização para que não fique faltando nada. O que vamos conversar aqui é justamente sobre como conduzir seus estudos para que ele seja sempre prazeroso e eficaz.

Organize o conteúdo a ser estudado

Cada guitarrista deve se organizar de acordo com sua proposta na música e seu tempo disponível para estudo. Divida os conteúdos desta forma:
- Teoria
- Técnica
- Improvisação
- Repertório
- Percepção
- Harmonia
- Leitura
- Gêneros Musicais
- Setup

Essa grade curricular engloba os principais conteúdos da guitarra. A ordem desses assuntos, assim como a intensidade que você vai treinar cada um deles, pode ser definida de acordo com a sua vontade.

Organize seu tempo de estudo

Isto é algo particular de cada guitarrista, pois cada um tem seu tempo. Alguns têm 6 horas, uma hora, meia hora... Enfim, cada um tem uma realidade de vida, não é mesmo? Temos que trabalhar de acordo com isso. Logicamente, se sua intenção é ser profissional, seu tempo de estudo deve ser maior. Porém, nem todos tem esse objetivo. Tem muita gente que curte estudar música como um passatempo, um hobby. De qualquer forma, seja disciplinado e cumpra a risca seu cronograma de estudo!

Toque todos os dias

É importante estudar diariamente. Que seja meia hora. Não é bom usar um único dia para estudar, tocando cinco ou seis horas. Isto satura seu raciocínio. Há estudos que dizem que, após um tempo, nosso cérebro cansa e não rende mais o necessário. Então, chega uma hora que é necessário descansar.

Lembrando que, ao estudar música, temos o modo intelectual e prático funcionando ao mesmo tempo. Estudar diariamente mantém você raciocinando no instrumento todos os dias, e respirando música. Se você tem um único dia para seus estudos musicais, nos outros seis dias você esquece o instrumento e os conteúdos, e, na hora que você volta para tocar, sente que defasou um pouco.

Use o modo inteligente de estudar

Eu também tive dificuldades quando comecei. Minha maior dificuldade era manter os conteúdos estudados e entender outros. Até que fui apresentado ao “modo inteligente” de estudar música. Minha vida mudou! O que seria o “modo inteligente”? É um mecanismo onde você não decora. Você entende, e aplica o que foi aprendido. É a teoria a favor da prática. Funciona... e funciona bem!

Você deve procurar relacionar e entender, ao invés de decorar. Isso fará de você um músico mais pensante! Veja a dica abaixo.

Saiba usar os conteúdos já aprendidos

 Vou dar um exemplo : vamos supor que você esteja aprendendo a improvisar em uma determinada progressão, antes de sair tocando alguma coisa, faça uma prévia analise harmônica, identificando assim os centros tonais ou o centro tonal que será empregado, localizando assim a escala ou escalas. Mas além da escala, observe o que mais você pode trazer para esse plano: as pentas, cujo uso é sempre bem colocado; o campo harmônico em questão; os arpejos desse campo harmônico; as figuras rítmicas a serem usadas nessa improvisação; técnicas de expressão; técnicas de digitação, e muito mais!

Tente romper as barreiras daquilo que você estudando para ir mais além. Isso é visão - enxergar além do óbvio. Dessa forma, você mantém seus conteúdos sempre bem ativos na sua mente e amplia seu repertório de ideias.

Não adianta nada estarmos sempre vendo conteúdos novos se perdermos aquilo que foi estudado. Dessa forma, você nunca cria alicerces sólidos. O segredo é manter sempre em atividade aquilo que você conhece e conseguir relacionar esse conhecimento com novos conteúdos. Aplique a teoria a favor da prática. Sempre que for improvisar, ou interpretar um tema, observe bem as figuras e escalas utilizadas. 
Evite começar assuntos novos se tiver algo inacabado

Se você ainda não consolidou um conteúdo básico, não conseguirá abordar assuntos novos, pois faltará entendimento. Estude com calma, seguindo o passo a passo. Evite pular conteúdos ou etapas, pois isso só vai te gerar dúvidas.
Se puder, tenha um professor

Hoje com a velocidade da informação, muita coisa poder ser absorvida em artigos na internet, encontramos muitas informações importantes e dicas valiosas e também muita “baboseira”. Mas é importante entender que a Internet não substitui a função do professor. Às vezes, um assunto que você leva meses para entender, o professor pode te explicar em cinco minutos!

Confira essa postagem com assunto relacionado :


Pense nisso :)